Eles são deliciosos, rosados, fresquinhos e, convenhamos: muito fotogênicos. São também estrelas no verão em muitas partes do globo, especialmente nos Estados Unidos, onde vivem um pico de popularidade. No Brasil, embora o consumo do vinho rosé tenha aumentado significativamente – 278,9% entre 2014 e 2018, de acordo com dados da Ideal Consultoria, ele ainda é um tanto misterioso para um novo público consumidor de vinhos no país, que, em sua maioria, só ingressou no mundo dos vinhos muito recentemente.

Vamos entender alguns mitos que rodeiam essa bebida que vem caindo na graça dos brasileiros?

Mito 1: O vinho rosé é sempre delicado

Ao contrário do que muitos pensam, rosé não é um vinho sempre suave, delicado, cheio dessas características que são normalmente associadas – de forma um tanto preconceituosa – como pertencentes apenas ao público feminino.

Existem rosés de diversos estilos, dos leves, frescos e frutados, aos robustos e encorpados. Também há os rosés secos e austeros. Inclusive, muitos levam uvas sóbrias, apimentadas e estruturadas, como a Malbec, Cabernet Sauvignon e Syrah. Por isso, homens, deixem de besteira e se rendam aos sabores dos vinhos rosés! 

Mito 2: O vinho rosé é obtido por meio da mistura de vinho tinto e vinho branco

Provavelmente o maior mito dos vinhos!  A verdade é que o vinho rosé de qualidade é produzido colocando-se em contato as cascas com o mosto (suco da uva) por algum tempo antes da fermentação – apenas o suficiente para obter-se a cor desejada. 

Mito 3: Vinho rosé é produzido com “restos” de uvas da produção de vinhos tintos

Errado. Os produtores de vinhos e espumantes rosés prezam muito pela qualidade do seu produto e os vinhedos já são cultivados tendo-se em mente a produção dos rosés. Aliás, na Legado, a produção dos rosés é bem mais expressiva que a de tintos, já reparou? Nós adoramos a versatilidade de harmonização deles, que podem ser combinados com saladas, frutos do mar ou carnes mais leves.

Mito 4: O vinho rosé só combina com estações quentes

Os vinhos rosés têm a característica de serem vinhos refrescantes e adequados para serem servidos gelados, o que torna natural a associação à estação mais quente do ano. Mas a grande verdade é que sejam brancos, tintos ou rosés, todos os vinhos podem ser degustados em qualquer estação do ano! 
Não deixe que mitos e preconceitos te impeçam de degustar as bebidas que você mais gosta. Conheça já as nossas opções em nossa loja virtual: https://www.vinicolalegado.com.br/loja/

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *